ACINFAZ

Viaduto da Pompéia: ainda vai levar tempo

[vc_row][vc_column][vc_custom_heading text=”Na busca de soluções, ACINFAZ continua participando de encontros referentes à liberação do viaduto da Pompéia, na BR-116. A Prefeitura de Curitiba já informou que a previsão de finalização é em outubro de 2016″ font_container=”tag:h5|font_size:17|text_align:justify” use_theme_fonts=”yes”][vc_column_text]

No final de janeiro, representantes da Associação Comercial e Industrial de Fazenda Rio Grande (ACINFAZ) participaram de uma explanação da Prefeitura de Curitiba sobre o cronograma de obras para a conclusão do projeto do viaduto da Vila Pompéia e da trincheira da Central de Abastecimento de Curitiba (CEASA). Ambas as localidades se encontram no bairro Tatuquara, às margens da rodovia que dá acesso ao município fazendense e que fica frequentemente congestionada, a BR-116.

Conforme explicado na edição anterior do Jornal ACINFAZ (nº 92), a conclusão do projeto possibilitaria a remoção do semáforo, o que daria muito mais fluidez ao trânsito. A Auto Pista Planalto Sul é a concessionária responsável pela manutenção da estrada e cumpriu com a sua responsabilidade no andamento desse processo. Entretanto, a liberação está dependendo da Prefeitura de Curitiba, que tem encontrado obstáculos para dar continuidade às obras, entre eles a desapropriação de imóveis ocupados por moradores da Rua Francisco Xavier de Oliveira, onde será feito o acesso ao viaduto.

Marcio Augusto Teixeira, coordenador de Mobilidade Urbana e Transporte do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (IPPUC), fez a apresentação inicial e falou sobre o andamento dos trabalhos da capital desde 2010. Segundo o coordenador, a origem do atual problema é o fato das obras não estarem previstas, na época, no contrato de concessão. A necessidade de intervenções foi constatada posteriormente.

Após a apresentação do IPPUC, Sérgio Luiz Antoniasse, secretário municipal de Obras Públicas, ressaltou que há necessidade de se abrir a rua para fazer o encaixe no viaduto, pois a largura da pista de acesso existente é pequena e a estrutura não permite qualquer ação provisória, por questões de segurança. De acordo com Antoniasse, a publicação do edital para a construção das alças do acesso da CEASA deverá ocorrer na primeira quinzena de março e as obras deverão se iniciar na primeira quinzena de junho de 2016, com conclusão prevista para março ou abril de 2017. No que diz respeito ao acesso à Vila Pompéia, a obra também está prevista para começar em junho deste ano, mas deve estar concluída em apenas quatro meses, ou seja, outubro de 2016.

O vice-presidente de Relações Públicas da ACINFAZ, Gastão Fabiano Gonchorovski, usou a palavra para reforçar que Fazenda Rio Grande é um município que está despontando economicamente, principalmente, na questão industrial. “Há um apelo muito grande para que se antecipe o máximo possível as obras. O setor industrial tem demandado isto, pois acabam ocorrendo transtornos quanto à logística de produção”, falou o vice-presidente. Ele ressaltou que a ACINFAZ pretende colaborar para solucionar o problema o quanto antes.

Esse encontro foi conduzido por Ricardo Mac Donald Ghisi, secretário do Governo Municipal, no Salão Nobre da Prefeitura de Curitiba e reuniu, além da ACINFAZ, as seguintes entidades: Associação Comercial do Paraná (ACP); Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR); Próspera Incorporadora; Bom Transporte; Autopista Planalto Sul; secretarias municipais de Obras Públicas (SMOP), Trânsito (SETRAN) e Governo (SGM) de Curitiba; Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (IPPUC); Central de Abastecimento de Curitiba (CEASA) e Sindicato dos Permissionários da Ceasa (SINDARUC).

[/vc_column_text][vc_custom_heading text=”GALERIA” font_container=”tag:h5|text_align:center|color:%231aac4e” google_fonts=”font_family:Ubuntu%3A300%2C300italic%2Cregular%2Citalic%2C500%2C500italic%2C700%2C700italic|font_style:500%20bold%20regular%3A500%3Anormal”][rd_images_gallery images=”1516,1517,1457″ size=”full” column=”ig_col_6″][/vc_column][/vc_row]

96 Comments

  1. I every time spent my half an hour to read
    this web site’s content everyday along with a cup of
    coffee.

  2. Good day! Would you mind if I share your blog with my
    myspace group? There’s a lot of people that I think would really appreciate your content.

    Please let me know. Cheers

  3. I do agree with all of the ideas you have presented for your post.

    They are really convincing and can certainly work. Still, the posts are too quick for starters.
    May just you please lengthen them a bit from subsequent time?

    Thanks for the post.

  4. I was suggested this web site by my cousin. I am not sure whether this post is written by him
    as no one else know such detailed about my problem.
    You are incredible! Thanks!

  5. Wilburdrymn

    much does cialis cost without insurance: cialis sale 20mg п»їhow much does cialis cost with insurance
    much does cialis cost without insurance

Leave Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.