ACINFAZ

Viaduto da Pompéia: ainda vai levar tempo

[vc_row][vc_column][vc_custom_heading text=”Na busca de soluções, ACINFAZ continua participando de encontros referentes à liberação do viaduto da Pompéia, na BR-116. A Prefeitura de Curitiba já informou que a previsão de finalização é em outubro de 2016″ font_container=”tag:h5|font_size:17|text_align:justify” use_theme_fonts=”yes”][vc_column_text]

No final de janeiro, representantes da Associação Comercial e Industrial de Fazenda Rio Grande (ACINFAZ) participaram de uma explanação da Prefeitura de Curitiba sobre o cronograma de obras para a conclusão do projeto do viaduto da Vila Pompéia e da trincheira da Central de Abastecimento de Curitiba (CEASA). Ambas as localidades se encontram no bairro Tatuquara, às margens da rodovia que dá acesso ao município fazendense e que fica frequentemente congestionada, a BR-116.

Conforme explicado na edição anterior do Jornal ACINFAZ (nº 92), a conclusão do projeto possibilitaria a remoção do semáforo, o que daria muito mais fluidez ao trânsito. A Auto Pista Planalto Sul é a concessionária responsável pela manutenção da estrada e cumpriu com a sua responsabilidade no andamento desse processo. Entretanto, a liberação está dependendo da Prefeitura de Curitiba, que tem encontrado obstáculos para dar continuidade às obras, entre eles a desapropriação de imóveis ocupados por moradores da Rua Francisco Xavier de Oliveira, onde será feito o acesso ao viaduto.

Marcio Augusto Teixeira, coordenador de Mobilidade Urbana e Transporte do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (IPPUC), fez a apresentação inicial e falou sobre o andamento dos trabalhos da capital desde 2010. Segundo o coordenador, a origem do atual problema é o fato das obras não estarem previstas, na época, no contrato de concessão. A necessidade de intervenções foi constatada posteriormente.

Após a apresentação do IPPUC, Sérgio Luiz Antoniasse, secretário municipal de Obras Públicas, ressaltou que há necessidade de se abrir a rua para fazer o encaixe no viaduto, pois a largura da pista de acesso existente é pequena e a estrutura não permite qualquer ação provisória, por questões de segurança. De acordo com Antoniasse, a publicação do edital para a construção das alças do acesso da CEASA deverá ocorrer na primeira quinzena de março e as obras deverão se iniciar na primeira quinzena de junho de 2016, com conclusão prevista para março ou abril de 2017. No que diz respeito ao acesso à Vila Pompéia, a obra também está prevista para começar em junho deste ano, mas deve estar concluída em apenas quatro meses, ou seja, outubro de 2016.

O vice-presidente de Relações Públicas da ACINFAZ, Gastão Fabiano Gonchorovski, usou a palavra para reforçar que Fazenda Rio Grande é um município que está despontando economicamente, principalmente, na questão industrial. “Há um apelo muito grande para que se antecipe o máximo possível as obras. O setor industrial tem demandado isto, pois acabam ocorrendo transtornos quanto à logística de produção”, falou o vice-presidente. Ele ressaltou que a ACINFAZ pretende colaborar para solucionar o problema o quanto antes.

Esse encontro foi conduzido por Ricardo Mac Donald Ghisi, secretário do Governo Municipal, no Salão Nobre da Prefeitura de Curitiba e reuniu, além da ACINFAZ, as seguintes entidades: Associação Comercial do Paraná (ACP); Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR); Próspera Incorporadora; Bom Transporte; Autopista Planalto Sul; secretarias municipais de Obras Públicas (SMOP), Trânsito (SETRAN) e Governo (SGM) de Curitiba; Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (IPPUC); Central de Abastecimento de Curitiba (CEASA) e Sindicato dos Permissionários da Ceasa (SINDARUC).

[/vc_column_text][vc_custom_heading text=”GALERIA” font_container=”tag:h5|text_align:center|color:%231aac4e” google_fonts=”font_family:Ubuntu%3A300%2C300italic%2Cregular%2Citalic%2C500%2C500italic%2C700%2C700italic|font_style:500%20bold%20regular%3A500%3Anormal”][rd_images_gallery images=”1516,1517,1457″ size=”full” column=”ig_col_6″][/vc_column][/vc_row]

Leave Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.