ACINFAZ

O que esperar de 2020?

O ano de 2019 já está acabando e com isso, se dá o início de uma nova década, 2020. Para saber o que se pode esperar do próximo ano, a ACINFAZ conversou com representantes de diversos segmentos, como o governo do estado e empresários locais. Confira as perspectivas do ano de 2019 e expectativas para o ano que vem dos entrevistados:

 

Governo do Estado
Para o vice-governador do estado do Paraná, Darci Piana, o ano de 2019 foi excelente, muitos projetos já foram colocados em prática, como por exemplo, a redução das despesas, de 28 para 15 secretarias, o cancelamento das aposentadorias do governador e o vice, a revisão dos contratos, redução dos custeios, a reforma administrativa, o que permitiu agilidade nas decisões tomadas pelo governo. Aconteceu a criação do banco de projetos com valor de R$ 350 milhões, para viabilizar e desenvolver o problema da ausência de projetos, principalmente na infraestrutura, segurança e saúde. “Resumindo: foi muito bom o primeiro ano do governa dor Carlos Massa Ratinho Junior”, disse ele.

Piana afirma que espera muito de 2020. “Foi preparada a base do governo. Já temos assegurado hoje algo próximo de R$ 20 bilhões de investimentos privados, e poderemos chegar ao dobro em pouco tempo”. Segundo o vice, com as licitações dos aeroportos de Curitiba, Bacacheri, S.J. dos Pinhais, Londrina, Foz do Iguaçu e o VOE Paraná com 12 novas cidades atendidas pela aviação, o Paraná é o estado com o maior número de cidades atendidas pelo setor aéreo. “Isto permitirá novos negócios, vai ampliar o nosso turismo e propiciar mais emprego e renda à população paranaense”.

De acordo com Darci, a principal diferença entre este ano e o próximo será no avanço dos investimentos, projetos aprovados e equacionados neste primeiro ano de governo, que, segundo ele, trará a contratação de mais mão de obra. “Isso reverterá em gastos que serão aplicados no comércio, que fará pedidos para a indústria e está para os fornecedores de matéria prima, o que permite dizer que teremos um 2020 bem melhor que 2019”, disse.

“A economia por certo estará muito mais aquecida”, disse Piana. Segundo ele, a Reforma da Previdência deu um ânimo grande e a Reforma Tributária deve passar pelo Congresso Nacional. “Isto permitirá aos empresários, investirem mais, pois estarão seguros de que o país está no caminho certo, e o estado do Paraná será o grande privilegiado, pois sua situação econômica e financeira está equacionada. Sua produção no agronegócio  e industrial é muito forte e teremos condições de sair na frente dos outros estados”.

Piana afirma que o Paraná já preparou-se para 2020. “Fez a lição de casa, reduzindo as despesas, preparou reformas administrativas, criou o estado digital 5.0 e está preparado ´para dar um grande salto”, comentou. De acordo com o vice, a situação política do estado está muito bem e a participação existente é muito importante. “Hoje temos os três senadores, a bancada federal, estadual e secretários todos unidos em prol do estado. O governador Carlos Massa Ratinho Junior, tem procurado e tem conseguido, um excelente relacionamento com o presidente Jair Bolsonaro e seus ministros, o que tem ajudado nossa gestão conseguir recursos adicionais ao Paraná”, finalizou ele.

ACINFAZ Mulher

Beatriz Alquino, coordenadora da ACINFAZ Mulher, afirma que o Conselho voltou com força em 2019, com mais mulheres representando a entidade. “Fizemos vários projetos como, palestras e cursos para o desenvolvimento de empreendedorismo. Também participamos de várias iniciativas, como o PROFAZ, estamos juntos à diretoria da Associação e firmamos parceria com a Secretaria Municipal da Mulher e o Conselho das Pastoras. Estamos bem atuantes”. Ela comenta que já existe um plano de ação para o próximo ano, como a comemoração do Dia Internacional da Mulher. “Vamos continuar com alguns trabalhos que já temos e tentar trazer mais mulheres para participar do conselho, temos essa perspectiva de aumento”.

Empresários

Fernando Mantovani, da Clínica Mantovani afirma que 2019 foi um ano de retomada de crescimento das atividades empresariais. “Espero de 2020 um crescimento forte do Brasil e ainda mais forte em Fazenda Rio Grande, que é um município em ascensão”. Para Mantovani, esse ano foi muito bom e diz que o próximo tem a tendência de ser melhor ainda. “Já estamos com planos futuros, vamos expandir o trabalho para outras cidades”.

O empresário conta que na clínica estão fazendo muito mais exames admissionais e isso é um bom sinal. “Quem quer emprego tem que se especializar, ano que vem terá muitas vagas mas não para pessoas desqualificadas”. Ele comenta que como clínica não conseguem contratar pessoas por falta de qualificação, “muitas pessoas buscam um trabalho, mas não sabem o português adequadamente, atender telefone e se relacionar com as pessoas”. Luiz Rodrigo Gil de Oliveira, proprietário Instituto Mix de Profissões Fazenda Rio Grande, diz que o ano de 2019 começou com um otimismo forte e se transformou em um maior realismo em função do nível de complexidade de medidas que a economia necessitava. “Com o passar dos meses, com o pragmatismo imposto pelo governo, os agentes econômicos voltaram a confiar mais no país, apenas realinhando os níveis de expectativa de euforia inicial, para um otimismo mais realista”, comentou.

Oliveira espera que as boas sementes plantadas ao longo dos últimos anos de crise o permitam vislumbrar um 2020 ainda melhor do ponto de vista profissional. “Pessoalmente falando, será um ano de investir ainda mais na minha capacitação para aproveitar os bons ventos que estão por vir”. Ele acredita que a maior diferença entre este ano e o próximo estará no nível de confiança do empresariado e investidores, com a retomada gradual por parte da população. Luiz Rodrigo afirma estar muito otimista com a retomada em relação a economia para 2020, especialmente após a aprovação da Reforma da Previdência, empurrado por cenário internacional favorável. Ele conta que sua empresa já tem traçado estratégias do primeiro semestre e analisando para endereçar o segundo.

Para a advogada Renata Letícia Doná o ano de 2019 foi um convite a práticas de virtudes, com o falecimento de seu pai e o acidente ocorrido. “Um ano de muito crescimento, desenvolvimento e de encontro pessoal e profissional”. Profissionalmente para o próximo ano, o objetivo dela é aprofundar os remos na direção já estabelecida e agora mais clara a respeito da minha visão de longo prazo. “Pessoalmente é continuar me desenvolvendo para ser cada dia mais disciplinada e com melhores resultados”, disse ela.

Segundo Doná, a maior diferença para ela entre este ano e o próximo é o conhecimento acumulado em 2019 por meio do programa Terças Mais, das leituras, das demais palestras, fóruns e congressos participados sendo cada vez mais empregados e disseminados. “A economia vem em um crescente interessante. Conseguindo a sua consolidação, o país como um todo terá um horizonte bastante propício a realização de novos negócios”. A advogada comenta que já tem feito planos para 2020 e isso tem sido parte da rotina em 2019 e o próximo ano já está sendo pensado nos detalhes. “Considerando que cada um é o seu próprio resultado, a grande mensagem que levo para os anos vindouros é que os meus resultados são fruto de minha disciplina e fluidez de vida”.

Segundo Andreza Androchechen, Diretora Geral, Autoescola Milênio, a empresa finalizou o ano de 2019 com a certeza de que buscaram oferecer os melhores serviços no ramo de atividade, sendo uma autoescola sempre em busca de inovações e novidades. “Neste ano, nossos principais diferenciais foram a contratação de uma psicóloga com Especialização em Trânsito e de uma Coach especialista em Inteligência Emocional no Trânsito. Profissionais comprometidas em garantir aos nossos alunos mais confiança e segurança na condução do veículo e quando da condução dos seus veículos quando habilitados”.

De acordo com Andreza, as principais diferenças entre 2019 e 2020 em seu setor são as alterações do Código de Trânsito Brasileiro apontadas pelo presidente Jair Bolsonaro. “Muitas mudanças entraram em vigor em setembro deste ano para a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), como o fato do treinamento em Simulador de Direção se tornar facultativo, em vez de obrigatório.  Entendeu-se também o prazo de validade da CNH de cinco para dez anos, e o aumento de 20 para 40 nos pontos necessários para o condutor ter a suspensão da sua carteira quando acumula infrações de trânsito”.

Para a diretora, dentre essas mudanças apontadas e outras, em 2020 ainda haverá mais novidades no que se refere a legislação de trânsito. “Esperamos que a grande preocupação de nossos governantes seja com a segurança de todos que estão envolvidos, como motoristas, ciclistas e pedestres”. Ela comenta que tem uma posição sempre otimista com relação as melhoras a nível de governo e dentro da empresa, tem a mesma postura, de sempre procurar novidades e melhorias para os clientes e colaboradores. 

Androchechen afirma que a empresa aposta sempre na melhor estrutura para receber seus alunos com comodidade e conforto, capacitação dos instrutores e funcionários para prestar um serviço de qualidade aos alunos. “Renovação constante da frota de veículos, adquirindo sempre novos, com direção hidráulica e ar condicionado, considerando que estas melhorias contribuem para formar um aluno responsável e seguro no trânsito”.

O Banco Central estimou nas últimas semanas que a economia brasileira vai crescer, em índices tímidos, mas relevantes para uma economia que vinha apontando números negativos até então, disse Andreza. “Estamos mais otimistas quanto ao desempenho do próximo ano, com crescimento esperado, condicionado à continuidade das reformas e ajustes na economia”. Ela comenta que dentro deste novo cenário, acredita que terá uma economia mais forte, com o aumento do consumo, contribuindo para todo o comércio.

Educação

Renan Wozniack, diretor da Unifacear de Fazenda Rio Grande, afirma que o ano de 2019 foi muito bom e de retomada de crescimento. “Podemos observar que alguns países vizinhos estão em conflitos sérios, apesar de todas as dificuldades locais, classifico como positivo”. Para ele, a maior diferença entre 2019 e 2020, é que no próximo ano o cenário político-econômico deve estar mais estabilizado. “Acredito que tende a se consolidar algumas formas de política e um modelo econômico que irá gerar mais segurança, até mesmo para investimentos e crescimentos do país”, comentou.

Quanta a educação para o próximo ano, o diretor também tem uma perspectiva de crescimento nesse âmbito, pois o mercado tem se tornado cada vez mais seletivo e competitivo. “Razão pela qual a qualificação é um diferencial para quem está nesse meio, por isso tem se valorizado a melhor capacitação, a que exige a participação presencial e interativa. Isso com certeza será um destaque para a educação”.

Segundo Renan, a Unifacear, como única instituição de ensino superior presencial de Fazenda Rio Grande e região, tem planos de crescimento para 2020, especialmente alcançar um público maior de estudantes e aumentar as ofertas de cursos. “Isso para qualificar a mão de obra e incentivar os estudantes a continuarem no ensino superior. Não só pelas pessoas que se envolvem, mas a cidade cresce. A mão de obra fica mais qualificada e preparada para os desafios do mercado atual”, disse. Ele comenta que o grupo Unifacear está com uma perspectiva boa para 2020, prevendo um crescimento, não só em Fazenda Rio Grande, mas em todo o Paraná e no Brasil. “Que nós possamos estar contribuindo para a formação e capacitação dos profissionais, tanto para a área da indústria, comércio e serviços”, finalizou.