ACINFAZ Integra o comitê especial de enfretamento à COVID-19

Nesta quarta-feira (03/03), o presidente da ACINFAZ, Gastão Gonchorovski, participou do Comitê Especial de Enfretamento à COVID-19, que tem como objetivo auxiliar as decisões do Executivo Municipal na busca de soluções e estratégias para superar a crise gerada pela pandemia da Covid-19.

Na reunião que marcou o reinicio das atividades do comitê, Tiago Wandscheer, secretário de Desenvolvimento Econômico do município, assumiu a coordenação do grupo.

Para Gonchorovski, o momento exige cautela e cuidados redobrados para que a doença não se prolifere ainda mais, entretanto, acredita que é possível fazê-lo sem o fechamento do comércio, o que pode acarretar em uma crise econômica ainda maior e um crescente número de desempregados: “É extremamente necessário o funcionamento das atividades comerciais, para que o setor produtivo continue sólido e em funcionamento, pois, é possível equilibrar o trabalho com os cuidados necessários”, concluiu.

A ACINFAZ, conforme manifesto publicado aqui em nosso site, acredita e defenderá que a verdadeira solução é imunizar a população, ampliar a fiscalização e o controle, assim como, os investimentos em estudos científicos e em estruturas de saúde. Evitar decretos que determinem o fechamento das atividades empresariais, causam uma desestabilização no mercado, na economia e na geração de empregos.

O comitê de crise, conforme consta no site da prefeitura, volta a se reunir na próxima sexta-feira (05/03).

Créditos de fotos: Caio Szadkoski

PUBLICIDADE

O fechamento de atividades econômicas não é uma saída eficiente

A ACINFAZ – Associação Comercial e Industrial de Fazenda Rio Grande, manifesta neste ato, a sua contrariedade com relação a decretos públicos que proíbam a abertura e o funcionamento de parte das atividades econômicas, neste âmbito, aquelas consideradas “não essenciais”.

É lamentável, fazer com que os mesmos segmentos econômicos novamente sofram com uma determinação que regra o fechamento ao público de suas atividades. Esta carga, não será mais suportada por muitas empresas, sem falarmos daquelas que já deixaram de existir neste último ano, com relação aos estragos ocasionados por este fator da pandemia do Covid-19.

Entendemos que o momento é de instabilidade, que é necessário redobrar ainda mais os cuidados, porém, sacrificar novamente o setor produtivo para esta situação, só irá contribuir com um número ainda maior de desempregados e a consequente redução de renda das famílias.

Lamentamos profundamente as mortes provocadas pela pandemia, mas a economia precisa girar, pois somente desta forma, é que haverá produção, que para produzir serão necessários empregos, onde haverá renda e consequentemente, a geração de impostos, estes, administrados pelo poder público, que devolve em serviços ao cidadão.

Desta forma, não é determinando um fechamento das atividades empresariais, é que teremos o êxito para o problema vivido. Assim, imunizar a população, ampliar a fiscalização e o controle e os investimentos em estruturas de saúde, são elementos fundamentais e necessários para esta situação em que estamos atravessando.

É prioridade que o setor produtivo continue firme e em funcionamento, pois, somente desta forma é que estaremos de fato, contribuindo com responsabilidade social para a nossa sociedade.

É o nosso manifesto!

PUBLICIDADE

ACINFAZ se reúne com prefeito e vereadores para se posicionar frente ao Decreto Municipal nº 5551/2021

No último dia 28 de fevereiro, diretores da ACINFAZ, juntamente com o presidente, Gastão Fabiano Gonchorovski, reuniram-se com os vereadores municipais, secretários e o prefeito, Nassib Kassem Hammad, para a discussão do Decreto Municipal nº 5551/2021, que estabelece o fechamento de atividades econômicas consideradas como não essenciais. O encontro foi organizado pelo presidente da Câmara, vereador Alexandre Tramontina Gravena.

As medidas restritivas para um considerável número de atividades comerciais, foram tomadas de “forma dolorosa”, segundo o prefeito, que entende a necessidade da circulação econômica. No entanto, com o agravamento da ausência de leitos hospitalares preparados para pacientes que contraíram o Covid-19 dentro do Paraná e também por orientação da Secretaria Municipal de Saúde, foi este o motivo do decreto local que acompanhou o pedido do Governo do Estado, por meio do Decreto Estadual 6983.

O presidente da ACINFAZ, em seu pronunciamento, levou as manifestações do setor comercial, aqueles considerados não essenciais, que por força dos decretos, estão com as atividades paralisadas e em consequência disto, o desequilíbrio do fluxo de caixa das empresas e o consequente desemprego que isto pode ocasionar. “É necessário e fundamental que o setor produtivo continue firme e em funcionamento, pois, desta forma é que estaremos contribuindo com a responsabilidade social a sociedade”, concluiu.

Na ocasião, a empresária Angela Nichele, que integra o conselho da entidade, defendeu a abertura e a continuidade das aulas nas escolas particulares, onde segundo ela, estão totalmente preparadas para receber os alunos com todos os protocolos de segurança contra a Covid-19.

Na audiência, ficou aprovada pelos vereadores presentes, a instalação do Comitê de Crise para o acompanhamento as decisões dos decretos e outras medidas, com relação ao enfrentamento do Covid-19. Para o presidente da Câmara Municipal, é muito importante que a rotina comercial esteja em funcionamento, desde que com os devidos cuidados, para que o município não amargue prejuízos futuros.

Créditos de fotos: Caio Szadkoski

PUBLICIDADE

Confira abaixo os decretos com medidas de enfrentamento do COVID-19.

ACESSE OS DECRETOS ABAIXO

ATUALIZADO EM 26/02/2021

CANDIDATOS A PREFEITO ASSUMEM COMPROMISSO COM O PROFAZ

Fazer a sociedade civil organizada e o poder público trabalharem conjuntamente, com o objetivo de planejar o desenvolvimento municipal para as próximas décadas, com uma visão de futuro para 2040 em um plano estratégico de ações participativas de médio e longo prazo. Foi com esse intuito que o Conselho de Desenvolvimento Econômico de Fazenda Rio Grande (PROFAZ), convidou os oito candidatos que estão concorrendo ao cargo de prefeito de Fazenda Rio Grande, nas eleições do próximo dia 15 de novembro.

Por proposição da Plenária do Conselho, foi estabelecida uma agenda nos dias 6 e 9 de novembro, onde os candidatos, Dr. Nassib, Ezequiel da Delta, Filippo Marcon, Professor Carlos Zanchi, Professor Leslie, Ricardo Miranda e Rubens Moreira, foram recepcionados pelos membros do PROFAZ, o presidente Gastão Fabiano Gonchorovski, juntamente com os conselheiros Haroldo Isaak, Amarildo Boiko e Delmira Ramos, na sede da ACINFAZ. Na ocasião, foram apresentadas de forma técnica aos pretendentes ao cargo de prefeito, o modelo de operações do programa, que servirá para auxiliar a promover o desenvolvimento econômico e sustentável, mediante a articulação da sociedade organizada e dos poderes constituídos.

O candidato Chico Santos, foi o único que não pode comparecer, por motivos de ter contraído o Covid-19, que foi justificado por sua assessoria. Na ocasião, por telefone, conversou com o presidente do PROFAZ, no horário em que estava agendada a sua recepção.

 

CARTA ABERTA DO pROFAZ para os candidatos ao pleito eleitoral de 2020

 Na oportunidade do encontro, todos tiveram o conhecimento do documento “Carta Aberta do PROFAZ para os Candidatos ao Pleito Eleitoral 2020”, que tem o principal propósito de subsidiar os candidatos com um panorama sobre as ações atuais e perspectiva futura com relação às ações de planejamento e desenvolvimento de Fazenda Rio Grande, além de expor as expectativas geradas por parte dessa comunidade com relação ao desempenho de seus representantes que assumirão a gestão pública a partir de 2021.

Na ocasião, houve o comprometimento de todos os candidatos, que assinaram a respectiva Carta. O candidato Chico Santos, mesmo impossibilitado de comparecer, encaminhou o documento posteriormente.

 

SOBRE O PROFAZ

O PROFAZ é o CONSELHO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO DE FAZENDA RIO GRANDE, constituído a partir da mobilização da sociedade civil organizada e dos poderes públicos do município, criado pela Lei Municipal n.º 1.319 de 24 de outubro de 2019, que tem como principais objetivos, a permanente construção e aperfeiçoamento da articulação institucional, a formulação e apoio a implementação de diretrizes e estratégias de médio e longo prazo, além de formular e fazer executar as políticas, programas e projetos voltados ao desenvolvimento econômico e sustentável local e de sua região de influência.

 

 

PUBLICIDADE

O Conselho Superior da ACINFAZ, sob a coordenação do empresário Ferdinando Ércoli, reuniu-se nesta terça-feira (03), para homologar os relatórios financeiros e de atividades do último quadrimestre da gestão. Para Ércoli, a gestão da ACINFAZ está sendo muito bem administrada pelo presidente Gastão Gonchorovski e sua diretoria, aliado ao bom desempenho da equipe executiva, coordenada pelo Gerente Geral, Giulianno Gomes.

 

Na manhã desta terça-feira (03), ocorreu a assembleia geral extraordinária da ACINFAZ, conforme a convocação enviada aos associados da entidade. Na ordem do dia, foi tratado sobre a modernização do Estatuto Social, onde foram revisados e incorporados vários dispositivos que irão ampliar a defesa dos interesses das empresas associadas e flexibilizar ações do cotidiano quanto a relevância dos serviços prestados, entre outras ações.

Para o diretor secretario da ACINFAZ, Fernando Melo, relator da nova redação, alterações no Estatuto são sempre necessárias a cada período de tempo, pois, traz eficiência e controle para a administração da associação.

Para o presidente da ACINFAZ, Gastão Gonchorovski, os associados presentes entenderam o propósito da modernização do documento, que facilitará, entre outras ações, novas oportunidades de crescimento da Entidade.

 

O atendimento ao cliente é um dos fatores mais importantes para o desenvolvimento de um negócio; e será imprescindível para a retomada da economia e para o tradicional aquecimento de vendas no final do ano. Pensando nisso, a ACINFAZ realizou, nos dias 27 e 28 de outubro, o curso ‘Essencial para vendas’. O treinamento marca a retomada dos eventos presenciais na Associação, seguindo todas as medidas de segurança.

[soliloquy id=”9502″]

 

 

Os dirigentes da Associação Comercial e Industrial de Fazenda Rio Grande (ACINFAZ), Gastão Fabiano Gonchorovski e Haroldo Isaak, respectivamente, presidente e vice-presidente, estiveram em recente visita a Associação das Empresas da Cidade Industrial de Curitiba (AECIC), ocasião em que foram recepcionados pelo presidente da entidade, Celso Gusso e pelo diretor executivo, João Barreto.

Na pauta do encontro, foi tratada a situação da mobilidade urbana da região que envolve o anel viário do contorno leste, o trecho da rodovia federal BR 116, bem como, a rodovia paranaense PR 423, consideradas pelos empresários, importantes estruturas do eixo viário para o transporte de trabalhadores e o trafego de cargas.

Para os líderes das instituições, o adensamento demográfico do eixo sul da região metropolitana de Curitiba, por questões de moradias e fixação de empresas, criou um gargalo viário e que não está sendo acompanhado pela infraestrutura necessária, ou seja, na mesma velocidade do crescimento urbano.

Para Gonchorovski, que preside a ACINFAZ, é necessário intervir e monitorar rapidamente este eixo. “Propor soluções urgentes no curtíssimo tempo, definir um projeto eficaz no médio prazo e criar soluções inteligentes para a mobilidade para ter-se uma estrutura inteligente, é o que deve ser trabalhado neste momento, para obter um ambiente produtivo progressivo e com qualidade de vida ao trabalhador e morador desta região”, argumentou o presidente.

As entidades irão estabelecer uma pauta de propostas acerca deste tema, para que seja discutida com as autoridades competentes a evolução para a melhoria viária da região.

 

 

Calce Leve manteve promoções e suas lojas abertas para dia dos namorados 

Com o dia dos namorados em meio a pandemia causada pelo novo coronavírus, a rede Calce Leve contou um pouco sobre as expectativas e preparativos da empresa para essa data tão importante para o comércio.

Para saber mais sobre esse assunto, confira a reportagem abaixo:

https://www.youtube.com/watch?v=TS409aI17qw&t=7s