ACINFAZ

A primeira impressão é a que fica

[vc_row][vc_column][vc_custom_heading text=”Ter dentes bem cuidados é fator importante para quem deseja se manter saudável e apresentar um belo sorriso. Fábio Noda Bastos, ortodontista da Sorria Mais, em Fazenda Rio Grande, explica como cuidar da saúde bucal” font_container=”tag:h5|font_size:17|text_align:justify” use_theme_fonts=”yes”][vc_single_image image=”1520″ img_size=”391 x 500″ alignment=”center”][vc_custom_heading text=”Fábio Bastos, dentista” font_container=”tag:h5|font_size:14|text_align:center|color:%23999999″ google_fonts=”font_family:Ubuntu%3A300%2C300italic%2Cregular%2Citalic%2C500%2C500italic%2C700%2C700italic|font_style:400%20regular%3A400%3Anormal”][vc_column_text]

Por que é importante estar em dia com a saúde bucal?

Você só precisa cuidar dos dentes se quiser mantê-los na boca. Algumas pessoas pensam que é normal perder os dentes conforme se envelhece, que quando chega a uma certa idade será necessário usar próteses, mas isso não é verdade. Se cuidarmos da saúde de nossa boca podemos ter os dentes e todo o sistema mastigatório funcionando até a velhice. A cárie não é algo que acontece normalmente. Quem tem cáries está sofrendo de uma doença que pode ser prevenida. Da mesma forma, os problemas na gengiva – como sangramento ou dentes moles – não são normais. São sintomas de uma doença chamada doença periodontal.

Qual é a melhor forma de prevenir essas doenças?

Não é difícil prevenir a cárie e a doença periodontal. Basicamente, a higiene com escova e fio dental é tudo o que precisamos para conservar nossa boca saudável. As bactérias que causam a cárie e a doença periodontal estão presentes em nossa boca desde a infância. Quando comemos, as bactérias também se aproveitam do alimento, principalmente o açúcar, para se multiplicarem e se aderirem mais firmemente ao esmalte dos dentes, formando uma camada branca chamada de placa bacteriana. Se não desmanchamos essa placa com a escova e fio dental, começa uma produção de ácidos sobre o esmalte, que vai causando as cáries. Essas placas de bactérias também atacam a gengiva causando sangramento, inflamação e perda do osso que suporta os dentes. Como esse processo demora algumas horas, podemos interferir com nossa higiene e não permitir que as bactérias se organizem em forma de placa. Ou seja, deve-se escovar os dentes sempre que algum alimento é ingerido e passar o fio dental ao menos uma vez por dia.

Dentes e sorriso bonitos costumam ser considerados o “cartão de visita” das pessoas. Você acredita que a aparência é importante para profissionais e empresários nas relações interpessoais? Por quê?

Uma pesquisa realizada em Curitiba com 335 pessoas, no ano passado, com a pergunta “o que você repara primeiro em uma pessoa?”, trouxe o sorriso em primeiro lugar (43% das respostas) e os olhos em segundo (25%). O renomado cirurgião plástico Ivo Pintanguy disse em um congresso que “dentes faltando, e feios, chamam mais a atenção do que uma pele lisinha e sem rugas”. Então, se você quer apresentar uma imagem agradável, ter um sorriso bonito é o pré-requisito número um. Para quem está começando a vida profissional e quer causar uma boa impressão em uma entrevista de emprego, para quem vende produtos, para quem conversa com clientes ou para quem quer conquistar a simpatia das pessoas, ter um sorriso bonito e saudável é importante, pois reparam em nossos dentes.

Quais são os tratamentos e cuidados indicados para quem procura aliar saúde e estética?

Na odontologia, a saúde e a estética andam juntas. Não existe uma sem a outra. Quanto mais saudáveis, mais bonitos serão os dentes. Por exemplo, na minha especialidade (ortodontia) buscamos o alinhamento dos dentes e das arcadas. O objetivo principal é proporcionar um encaixe mais saudável, pois com dentes tortos fica mais difícil passar o fio dental, morder e mastigar os alimentos e, além disso, a estética é prejudicada. Se os dentes estiverem retos, não apenas ficam mais saudáveis do ponto de vista do funcionamento da mastigação, como também dão mais harmonia ao sorriso.

O que você sugere ao empresário que busca promover a saúde dentro de sua empresa? Ações periódicas de orientação e prevenção, por exemplo, podem contribuir com a saúde bucal do colaborador?

Sem dúvida. Mais que prevenir, precisa haver promoção de saúde, ou seja, conscientizar sobre os fatores que levam à cárie e à doença periodontal e quais os meios para controlar esses fatores, dando condições para que se percam menos dentes ao longo do tempo e, consequentemente, haja melhora na qualidade de vida. Informação é a maior prevenção.

A primeira impressão é a que fica2

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][vc_custom_heading text=”Por: Ale Belini/ACINFAZ” font_container=”tag:h5|font_size:14|text_align:right|color:%23999999″ google_fonts=”font_family:Ubuntu%3A300%2C300italic%2Cregular%2Citalic%2C500%2C500italic%2C700%2C700italic|font_style:400%20regular%3A400%3Anormal”][/vc_column][/vc_row]

Leave Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.