Fazenda Rio Grande 2050 avança (Edição 115 – dezembro/2017)

 Fazenda Rio Grande 2050 avança (Edição 115 – dezembro/2017)
Ideia de planejar o município a longo prazo tem continuidade garantida com aprovação de lei
Fazenda Rio Grande

Fazenda Rio Grande 2050 começa a sair do papel. No dia 23 de outubro, a Câmara Municipal aprovou o Projeto de Lei n° 29/2017, que autoriza o Poder Executivo a efetuar repasses à Associação Comercial e Industrial de Fazenda Rio Grande (ACINFAZ). Agora, com a Lei n° 185/2017 sancionada, será possível viabilizar a contratação de uma consultoria especializada, que irá estruturar, através da sociedade civil organizada, o Programa de Desenvolvimento Econômico (Prodec) e, consequentemente, o Conselho de Desenvolvimento Econômico Local.

O objetivo é projetar o município econômica e sustentavelmente para o futuro e o Prodec auxiliará o conselho, por meio de seus agentes, nas decisões estratégicas e a pensar na cidade a longo prazo. Entidades formalmente constituídas e que tenham envolvimento com o desenvolvimento econômico do município vão compor o grupo: seus representantes vão discutir sobre o uso de recursos públicos, respaldados tecnicamente nas discussões e decisões em prol de Fazenda Rio Grande.

O Fazenda Rio Grande 2050 trata justamente do planejamento para o futuro e é o ponto de partida para o início dos trabalhos, que devem começar, de forma operacional, em 2018. A ideia é que o conselho cumpra sua função de planejar um município ideal e construí-lo para, pelo menos, as próximas três décadas, conforme as expectativas da sociedade.

Como essa ideia começou

Há mais de 10 anos, um grupo de empresários vinculado à ACINFAZ preocupou-se com a direção que a cidade iria tomar no futuro. Foi a partir dali que começou a se desenhar um projeto para a elaboração de um plano de desenvolvimento local.

Durante os últimos anos, a associação comercial buscou meios de desenvolver esse projeto de desenvolvimento em Fazenda Rio Grande, coletando informações e conhecimentos com diversas entidades. Além disso, os envolvidos foram conhecer o Conselho de Desenvolvimento Econômico de Maringá (Codem), que vem transformando aquela cidade desde que foi fundado, em 1997.

O movimento fazendense passou a ganhar forma na metade de 2016, quando a ACINFAZ e os poderes Legislativo e Executivo se uniram para transformar o sonho em realidade. De lá para cá, diversas reuniões aconteceram na sede da associação para apresentar a ideia aos membros de outras entidades do município (sociedade civil organizada).

ACINFAZ

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.